By 

007 na mira dos assassinos (A view to a kill)


007 na mira dos assassinos a view to a kill

Após trabalhar em seis filmes da franquia ‘007’, Roger Moore se despedia dos fãs do agente secreto britânico James Bond em 1985 com “007 — Na Mira dos Assassinos”, após 12 anos ter estrelado em “Com 007 Viva e Deixe Morrer” de 1973. Em entrevistas após o lançamento do filme, Moore comentava que este era o trabalho menos favorito em toda a sua longa história na série. Mesmo assim, ao participar de “007 – Na Mira dos Assassinos”, ele se tornara o ator que fez mais o personagem em toda a história, ultrapassando Sean Connery.

Sua saída foi tranquila, ao contrário de Connery, e afirmou que teve que ir embora, pois já estava velho demais para o papel. “Também não fica bem um velho contracenar com belas garotas”, disse quando deixou 007 aos 57 anos. Mesmo assim, muitos fãs de seu trabalho lastimaram sua despedida e alguns declaram que ele foi o melhor que já fez o personagem — também faço parte dessa turma. Além dele, o longa-metragem marcaria a despedida de Lois Maxwell no papel de Miss Moneypenny desde o primeiro trabalho da franquia: ‘Dr. No’, em 1962.

O décimo quarto filme da franquia também foi adaptado de uma pequena história escrita por Ian Fleming chamado “From A View To A Kill”. O enredo se passa em um plano maquiavélico do vilão Max Zorin, interpretado pelo genial Christopher Walken. Max pretende ter o monopólio das indústrias de microchips e, para isso, ele não pensa duas vezes em acabar com seus concorrentes, especialmente aos que estão localizados no Vale do Silício, nos Estados Unidos.

Em meio a vários disfarces como um rico milionário ou um repórter de um jornal fictício, Bond descobre o plano do vilão para acabar com o Vale, provocando um terremoto e causando uma enorme inundação naquele local. Para a missão, ele conta com Stacey Sutton (Tanya Roberts), uma herdeira de rede de petróleo que foi roubada por Zorin. Durante o filme, Bond ainda conhece um obstáculo: a capanga e amante do vilão, May Day (Grace Jones). Astuciosa e muito forte, ela eliminou alguns agentes amigos de 007 como Sir Godfrey Tibbett (Patrick Macnee). Porém, ela se alia ao espião, quando descobre a traição de seu chefe.

O filme teve uma ótima recepção nos cinemas, embora o público criticasse a velhice de Moore para o papel. Outro destaque foi a trilha sonora inicial que foi trabalhada pela banda pop inglesa, Duran Duran que, naquela época, estava em seu auge musical. O maestro John Barry viu o potencial do grupo e os convidou para interpretar ‘A View To A Kill’, que chegou a ficar na ponta das tabelas musicais naquele ano.

Após a saída, Roger Moore foi convidado pela UNICEF em 1991 para atuar como embaixador. Oito anos mais tarde, ele foi condecorado como Cavaleiro do Império Britânico pela realeza de seu país. Ele já venceu um câncer de próstata e, hoje em dia, vive tranquilamente em Mônaco com sua esposa. No cinema e na televisão, o ex-007 faz pequenas aparições como emprestar sua voz para o filme “Cães e Gatos 2: A Vingança de Kitty Galore” para o personagem Tab Lazenby.

Agora, a missão seria escolher o novo 007 e os produtores se lembrariam de um jovem que se propôs a fazer o personagem em 1973 – quando Sean Connery havia saído -, mas foi rejeitado por sua pouca idade: Timothy Dalton. Uma pena que durou só dois filmes, pois tinha potencial para mais, mas isso é para o próximo texto.

Diego Dunga

Chamo Diego por causa de Maradona, tenho Dunga no sobrenome, mas não é pelo capitão do tetra. Sou repórter do Diário do Rio Doce, em Governador Valadares – MG desde 2008.

http://www.culturaquevale.blogspot.com.br/

Lélio Pendragon
Sobre o autor

Lélio Pendragon é um autor de histórias de fantasia. Depois de atuar por mais de uma década na publicação de livros jurídicos, ele se dedica, na atualidade, ao desenvolvimento do site “Batalha dos Nerds” e da saga de fantasia “A Irmandade dos Párias”. Colecionador de trilhas sonoras de filmes desde 1980, o autor é inspirado fortemente pelos filmes: Star Wars, Star Trek, Senhor dos Anéis, Dragonslayer (1981), Krull (1983), Fúria de Titãs (1981), Tron (1982), Willow – na terra da Magia (1988) , Trovão Azul (1984) e A Lenda (1985).

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DE:

Cena marcante nerd – A música de abertura de 007 contra Spectre (2015).
March 11, 2016
Radiohead libera para download gratuito música criada para o filme 007 contra Spectre (2015) e ela é linda
December 27, 2015
Dica de filme – 007 Skyfall – 2012
November 08, 2015
Dica de filme – 007 contra Spectre (2015)
November 08, 2015
007 Quantum Of Solace
October 30, 2015
007 Um novo dia para morrer (Die another day)
October 23, 2015
007 O Mundo não é o bastante (The World is not enough)
October 17, 2015
007 Contra Octopussy
October 14, 2015
007 O Amanhã Nunca Morre (Tomorrow Never Dies)
October 13, 2015